Carta de renuncia, ministro extraordinário da eucarística

Que está carta sirva de incentivo a outros ministros extraordinário (AFDINHS)

 

 … de Outubro de 201..

Ao

Padre …

Ref: Renúncia da função de MESC

Senhor Padre,

Comunico a V. Rev.ª a minha renúncia ao cargo de Ministro Extraordinário da Sagrada Comunhão que venho ocupando desde … e que tem validade até …, o que faço por razões de cunho pessoal.

St. Tomás de Aquino, em sua Suma Teológica diz:

“…por respeito para com este Sacramento, nada Lhe toca a não ser o que é consagrado; eis porque o corporal e o cálice são consagrados, e da mesma maneira as mãos do sacerdote, para que toquem este Sacramento. E assim, não é licito que qualquer outra pessoa Lhe toque, exceto em caso de necessidade, por exemplo, se caísse ao chão ou em qualquer outro caso de urgência.” (ST, III, Q.82, Art. 3)

Assim, confirmo a minha renúncia ao cargo de Ministro Extraordinário da Sagrada Comunhão desta paróquia e, ao ensejo, apresento minhas sinceras desculpas.

Sem mais para o momento, subscrevo-me.

 

Atenciosamente,

 

______________________________

Carta assinada.